Dicas Úteis Online Receba até 600 euros de indenização em voos atrasados na Europa

Receba até 600 euros de indenização em voos atrasados na Europa

Viagem


Passageiros afetados por atrasos de voos na Europa podem solicitar compensações em dinheiro

Um voo atrasado é sempre uma dor de cabeça para qualquer viajante. Contudo, até mesmo diante de uma situação como essa, ainda é possível ver um lado positivo. No caso de quem embarca em voos em países da União Europeia, atrasos podem virar euros por meio de uma indenização.

Passageiros afetados por atrasos na Europa podem solicitar compensações em dinheiro que podem chegar a até 600 euros, dependendo da distância do voo. A indenização por atraso é parte de uma lei que está em vigor na região desde 2005 e é válida para voos que partem e chegam a qualquer aeroporto da UE.

Como receber indenização em voos atrasados na Europa?


Há alguns casos específicos que podem gerar indenização para voos atrasados em países da União Europeia. Para começar, só são considerados efetivamente atrasos aqueles superiores a três horasem relação à hora prevista da chegada ao destino.

Além disso, em casos extraordinários como guerras, emergências médicas, condições meteorológicas desfavoráveis ou greve de funcionários, o reembolso é desconsiderado.

Os valores das indenizações também dependem da distância do voo:

  • Para distâncias até 1500 quilômetros: 250 euros
  • Para distâncias de 1500 a 3500 quilômetros: 400 euros
  • Para distâncias superiores a 3500 quilômetros: 600 euros

Para solicitar o reembolso por voos atrasados na Europa é necessário guardar todos os documentos que comprovem o atraso como passagens, e-mails e vouchers. Depois, é preciso entrar em contato com a companhia aérea responsável e solicitar a indenização.

E se eu não receber o reembolso?


No caso de a companhia aérea não realizar o seu reembolso, há algumas formas de recorrer. Uma delas é contatar a National Enforcement Bodies (EEC), comissão responsável por resolver problemas relacionados a transporte em território europeu. A compensação pode demorar de três a seis meses.

Outra opção é recorrer à justiça brasileira caso o voo tenha como destino alguma cidade ou destino em território nacional. Nesse caso, também não importa se a companhia aérea é brasileira ou não.

Deixe um comentário